Conheça um pouco mais sobre a doença mais antiga do mundo

A Lepra, é uma doença infecciosa causada pelo bacilo Mycobacterium leprae que causa danos severos a nervos e a pele. A denominação hanseníase deve-se ao descobridor do microrganismo causador da doença, dr. Gerhard Hansen. O termo lepra está em desuso por sua conotação negativa histórica.

A lepra se não estiver sendo tratada, é altamente contagiosa, podendo ser transmitida de pessoa para pessoa através da saliva,  O indivíduo pode contaminar-se com a bactéria causadora da lepra e só manifestar sintomas muitos anos depois.

A lepra pode ser transmitida através do contato com macaco, tatu, percevejo ou mosquito contaminado.

O primeiro e principal sintomas da lepra é o aparecimento de manchas arredondadas, mais claras que a pele, que podem se espalhar pelo corpo. As vezes podem tornar-se avermelhadas e insensíveis, pois o indivíduo deixa de sentir as diferenças de temperatura e de pressão, podendo causar acidentes sérios.

Hoje em dia, a lepra é tratada com antibióticos, e esforços de Saúde Pública são dirigidos ao diagnóstico precoce e tratamento dos doentes, à ajuda com próteses aos pacientes curados e que sofreram mutilações e à prevenção voltada principalmente para evitar a disseminação. O tratamento é eminentemente ambulatorial.

Os 3 antibióticos usados são. a Dapsona, Rifampicina e Clofazimina, após 15 dias o indivíduo já não pode mais transmitir a doença, ficando curado pouco tempo depois.

Comentários

Comentários

Sobre o autor

William Candaten

Gaúcho de apartamento, graduado em Educação Física e estudante de Nutrição, aficionado por ciências humanas e biológicas. Curioso e preguiçoso, pesquisa tudo que ouve e não sabe, exceto se for cair na prova.