Ilusão incrível transforma rostos normais em monstros

Em algum momento você já deve ter se deparado com alguma foto ou imagem de uma ilusão de ótica. Ela mexe bastante com nosso inconsciente, pois muitas vezes ficamos por algum tempo sem saber o que está ocorrendo.

O termo Ilusão de ótica aplica-se a todas ilusões que “enganam” o sistema visual humano fazendo-nos ver qualquer coisa que não está presente ou fazendo-nos vê-la de um outro modo. Algumas são de carácter fisiológico, outras de carácter cognitivo.

A imagem de um objeto, transmitida pela visão ao cérebro, é decodificada e interpretada. Porém, em determinadas condições, essa interpretação pode ser errônea, pois temos certa dificuldade em comparar ângulos, comprimentos e distâncias. A essa interpretação errônea do que vemos damos o nome de ilusão de ótica.

As ilusões de ótica podem surgir naturalmente ou serem criadas por astúcias visuais específicas que demonstram certas hipóteses sobre o funcionamento do sistema visual humano.

Já explicado o que é ilusão de ótica, agora prepare-se para uma experiência estranha e fascinante. No vídeo a seguir, você irá experimentar uma “falha” de interpretação do nosso cérebro. Para experimentar essa ilusão, não é necessário maiores explicações, basta fixar seus olhos na cruz que aparecerá no meio do vídeo. E, se possível, deixe o vídeo em tela cheia. Se você é do tipo cético, sinta-se a vontade para assistir o clipe novamente sem olhar para a cruz para confirmar que aqueles rostos estranhos estão apenas em sua cabeça.

Ao concentrar o seu olhar na cruz que aparece no centro da tela, os rostos que começam a rodar nos lados parecem verdadeiras caricaturas ou imagens de pessoas incrivelmente deformadas. No entanto, tudo se trata mesmo de uma ilusão, pois, se você desviar o olhar, vai perceber que as pessoas que aparecem são extremamente normais.

Aqui no site da Vida em Equilíbrio, nós já postamos outros artigos sobre ilusões de óticas, que você pode acessar, clicando AQUI e AQUI.

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Avatar

William Candaten

Gaúcho de apartamento, graduado em Educação Física e estudante de Nutrição, aficionado por ciências humanas e biológicas. Curioso e preguiçoso, pesquisa tudo que ouve e não sabe, exceto se for cair na prova.