Você acredita no amor?

Hoje eu posso afirmar, eu acredito no amor!

Meus amigos não entendem o que me torna tão otimista, tão sonhador com esse sentimento que todos conhecemos, almejamos, mas não fazemos ideia de como buscar. Quem diz que não quer um amor, é porque nunca amou. O amor está longe de ser simples e muitas vezes não basta para manter duas pessoas juntas, um relacionamento necessita de manutenções, privações e as vezes, abrir mão de sonhos.

Não quer dizer que um deva moldar sua vida para estar com o outro, mas os dois juntos devem abdicar de alguns desejos, para dar lugar ao desejo do outro, afinal, relacionamentos exigem sacrifícios, mas quando existe a vontade de ficar junto, nenhum dos dois vai se importar em abrir mão de algum sonho, para dar chance para felicidade. O problema começa, quando apenas um abre mão e o outro não, mas isso é outro assunto…

Resultado de imagem para kiss day

Vamos por partes…

Ha pouco tempo, saí de um relacionamento de anos com uma menina maravilhosa; ela era linda, inteligente, educada, ambiciosa, e a amei incansavelmente. Conquistamos muitas coisas juntos, passamos por dificuldades, crescemos, erramos, acertamos, amamos… Porém, certo dia, em um momento turbulento não só do relacionamento, mas de nossas vidas, o fim chegou, por mais que ainda a amasse inexplicavelmente, sabíamos que algo não estava certo, e, talvez desistir, fosse a melhor saída.

Passado o término, meus amigos vieram fazer seus papeis, tentar me animar, afinal, o fim de qualquer relacionamento deixa marcas, e o nosso, não era qualquer, pois ainda, pelo menos da minha parte, restava muito amor.

Duas semanas após o término, em uma mesa de conversa, perguntaram-me como eu ainda acreditava no amor, depois de tudo que passei.

Sem titubear, firmemente respondi “Porque alguém já me fez acreditar”.

E expliquei…

Deveria estar com ela? Não necessariamente, ela desempenhou um papel muito bonito na minha vida e me deixou o maior presente que alguém poderia me dar, ela me mostrou o que era o amor. Hoje, mesmo não estando juntos, eu ainda a amo, pois o amor não é um sentimento que acaba assim, e como disse anteriormente, não é suficiente para manter um relacionamento. Nós erramos muito, no final, esquecemos o que realmente importava. Mas o que ficou, o que passamos, foi incrível, e eu quero sentir isso de novo com alguém. Por isso eu acredito no amor.

Derrubei um pouco o clima da noite, mas nunca mais voltaram a questionar minha ideia de amor, por mais utópica que achassem ser.

A vida segue, na esperança, que um dia possamos cruzar com alguém que nos faça entender o que é esse tal de “amor”.

 

 

 

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Vida em Equilíbrio

Vida em Equilíbrio

Para viver bem, é necessário ter a saúde corporal e mental em equilíbrio. Nossa intenção é proporcionar todo o conteúdo que irá lhe ajudar a ter uma vida mais saudável.