Truque de 5 minutos vai ajudar você a dormir mais rápido

Para muita gente, é certeiro: é encostar a cabeça no travesseiro para o cérebro começar a viajar longe. Dos boletos para pagar até os rolinhos e os crushs, daquela mancha no teto que até então não tinha sido percebida até a agenda do dia seguinte: tudo passa na cabeça, e o sono tarda a chegar.

1

Para além dos tradicionais apagar as luzes, manter o ambiente silencioso e nada de TV ou celular no quarto, uma nova descoberta vai ajudar quem não consegue desligar a mente a dormir mais rápido com um truque que leva menos do que 5 minutos.

Pesquisadores da Baylor University perceberam que organizar as ideias antes de ir para a cama ajuda e muito a melhorar a velocidade em que você de fato dorme, depois de ter deitado.

Em um estudo feito com 57 voluntários — a maior parte deles na faixa dos 20 anos —, eles propuseram que os participantes fizessem um exercício antes de dormir, divididos em dois grupos. Um deles teria que anotar tudo que fosse necessário lembrar no dia seguinte; já o outro, tudo o que havia sido feito no dia anterior.

2

 Essa tarefa tomava apenas alguns instantes de cada participante, e os pesquisadores perceberam que os sujeitos que faziam isso dormiam 10 minutos mais rapidamente do que os que não faziam.

Ao que parece, normalmente passamos dia todo agindo e respondendo a demandas e não tiramos tempo para refletir sobre o que fizemos e organizar as ideias para os próximos passos. É aí que entra a vantagem do ato de escrever: ajuda a fazer as duas coisas enquanto ainda estamos com os neurônios a mil.

3

Será que as meninas e os meninos que mantinham diários na adolescência dormiam melhor? Essa ideia de escrever coisas antes de dormir não é nova, afinal. Mais do que isso, diversos estudos em outras áreas mostram que tirar as ideias da mente e colocá-las no papel ajuda em pontos como a redução da ansiedade, a melhora na capacidade de absorção da informação e a intensificação do aprendizado.

Fonte: Megacurioso

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Avatar

William Candaten

Gaúcho de apartamento, graduado em Educação Física e estudante de Nutrição, aficionado por ciências humanas e biológicas. Curioso e preguiçoso, pesquisa tudo que ouve e não sabe, exceto se for cair na prova.