Como enfrentar as 5 piores fases de um relacionamento segundo a psicologia

Robert Stevenson, famoso autor, afirma que “o casamento é uma conversa longa, pautada por disputas.”

“Cedo ou tarde, todo casal passa por uma crise; é absolutamente inevitável.”

“A boa notícia é que, ao lidar com a crise, os casais alcançam um novo nível de relacionamento e encontram meios de ser feliz na companhia do outro.”

Acreditamos que a crise é um sinal de evolução em um relacionamento e, por isso, não deve ser temida, e sim, compreendida.

O mais importante é não desistir e buscar maneiras de ser feliz.

Veja abaixo os 5 piores períodos do casamento e como passar por eles sem desistir de estar ao lado de quem ama.

1º período: o estágio da percepção

períodos perigosos do casamento

Rita DeMaria, uma terapeuta de casamentos e família, chama essa crise de “estágio da percepção”.

Ela geralmente acontece entre 6 meses e 1 anos após o casamento. O charme da paixão desaparece e a pessoa começa a ver o parceiro como ele realmente é.

Isso significa vê-lo com todas as suas fraquezas e hábitos, muitas vezes, desagradáveis.

“Esse é o momento de aprender a trabalhar como uma equipe”, comenta Rita.

O que fazer?

“Se você nunca discutiram assuntos mais sérios como dinheiro, filhos, parentes, tempo livre, etc., antes do casamento, é hora de fazê-lo”, sugere Beverly Hayman, psicóloga.

É preciso falar honestamente sobre seus valores e prioridades. Há uma probabilidade de nunca coincidirem com o que seu parceiro pensa e vocês dois precisam fazer concessões.

Chegar a um acordo sobre as questões mais críticas é importante durante esse período.

2º período (3-4 anos de casamento): a zona de conforto

períodos perigosos do casamento

Uma pesquisa entre 2 mil casais ingleses mostrou que em 3 anos e meio de casamento, os parceiros começam a ter o outro como garantidos.

Passam a preferir dormir a ter relações sexuais, param de dizer “eu te amo”, enfim, encontram uma zona de conforto.

Por um lado, esse sentimento de segurança e estabilidade é ótimo, porém, por outro, coisas desagradáveis se tornam normais na vida a dois, como deixar a porta do banheiro aberta quando estão usando.

Embora 82% dos casais participantes da pesquisa disseram estar felizes no casamento, 49% mencionaram que queriam que o parceiro fossem mais românticos.

O que fazer?

Mantenha certo grau de intensidade emocional em sua vida.

Cumprimentem e elogiem um ao outro mais constantemente. Evite a dizer tudo que vem à mente para o seu parceiro.

Se perceber um problema, comece uma conversa suavemente e sem acusações. Olhe primeiro para si mesmo, recomendam os psicólogos.

O crescimento dentro do casamento acontece quando um parceiro é capaz de se enxergar por fora e compreender o quanto contribui (ou não) para o relacionamento.

3º período (5-7 anos de casamento): a coceira do 7º ano

períodos perigosos do casamento

Há um termo na psicologia chamado “a coceira do 7º ano”. Esse é um dos períodos mais críticos em todo casamento.

Até lá, o casal leva uma vida afinada, está em um relacionamento estável e os parceiros se tratam no automático, o que é um erro crasso.

O interesse e apelo sexual de um pelo outro diminui por causa do rotina. Parece que um sabe tudo sobre o outro.

Às vezes, um casal toma a decisão de ter um filho para salvar o casamento, mas vale lembrar que o filho é, também, uma pessoa e não um dispositivo de resgate.

O que fazer?

Robert Taibbi, um psicólogo de família, sugere o seguinte:

1. Mantenha a comunicação aberta. Seja menos formal, mas mais sincero e emocional.

2. Resolva os problemas assim que aparecerem, não os deixe acumular.

3. Ouça a si mesmo. Avalie seu estado emocional de tempos em tempos. Atualize sua lista de desejos e sua visão de futuro. Compartilhe seus pensamentos com seu parceiro.

4. Discuta o futuro de seu relacionamento. Quais seus planos para o próximo ano, ou para os próximos 5 ou 10 anos? Mais uma vez, o segredo do sucesso está na abertura e na honestidade, não na educação e em ser evasivo.

4º período (10-15 anos de casamento): um estágio difícil

períodos perigosos do casamento

Segundo um estudo recente, 10 anos é o limiar mais difícil de um relacionamento.

Elas vivenciam uma carga enorme de responsabilidades durante esse período de tempo: precisam cuidar dos filhos, da casa e precisam trabalhar.

Como sempre falta tempo, a qualidade dos relacionamentos diminui. O marido pode parar de ver a esposa como uma mulher atraente.

Dados estatísticos afirmam que o tempo médio de duração de um casamento na Europa é de cerca de 11 anos.

O que fazer?

A boa notícia é que se ultrapassar esse período, a satisfação com seu relacionamento aumentará continuamente pelos próximos 20 anos.

As terapeutas familiares Dana Fillmore e Amy Barnhart recomendam que você trate os relacionamentos com humor, inclusive em relação a você mesmo.

Rir juntos com frequência e diminuir o nível de expectativas. Seu casamento pode não ser perfeito, mas é tão ruim assim?

Foque sua atenção no lado positivo de seu casamento e de seu parceiro.

5º período (20-30 anos de casamento): crise da meia-idade e o divórcio grisalho

períodos perigosos do casamento

A crise dos 20 anos de casamento acontece devido à crise de meia-idade pessoal de cada um dos parceiros.

O efeito é aumentado pela síndrome do ninho vazio, que é quando os filhos crescem e saem de casa.

Os parceiros ficam um com o outro, como no início do relacionamento. Eles podem sentir que o casamento está exausto, porque a missão principal está concluída.

Psicólogos americanos chamam isso de divórcio grisalho, porque ambos já estão com cabelos brancos nessa época.

O que fazer?

Não se distanciem um do outro. Procure por outros sentidos na existência como casal.

Se os esposos ignoram os problemas de relacionamentos quando estão criando os filhos, quando estiverem a sós, os conflitos serão mais intensos.

Por outro lado, você pode ter mais tempo para resolvê-los, o que é uma grande oportunidade de reconstruir o casamento.

Praticar esportes juntos ou criar objetivos em comum, como viajar, novos negócios, etc., podem ajudar a criar experiência inesquecíveis.

Recomendações incomuns para superar crises de casamento

períodos perigosos do casamento

Mort Fertel, um expert em relacionamentos, acredita que as recomendações populares como compartilhar os sentimentos com o parceiro e visitar um terapeuta não são sempre eficazes.

Muitas vezes, elas não definem o que precisa ser feito para superar a crise.

Aqui estão algumas recomendações incomuns do expert sobre como salvar seu casamento:

1. Salve o seu casamento mesmo sozinho. Acredita-se que um casamento só possa ser salvo quando ambos parceiros estão prontos para resolver os problemas.

“Os esforços de apenas uma pessoa pode mudar a dinâmica do casamento e motivar o outro a se juntar ao processo de salvamento da relação.”

2. Não faça as perguntas erradas a você mesmo. Não se pergunte: “essa é a pessoa certa para ser meu parceiro?”

O segredo para um casamento bem-sucedido não é encontrar a pessoa certa, mas aprender a amar quem você encontrou. Amor não é sorte, é escolha.

3. A separação os afasta, não aproxima. A separação, que supostamente renova seus sentimentos, pode distanciá-lo um do outro ainda mais, principalmente durante uma crise.

4. Fale menos sobre os problemas. Conversas sobre os problemas do casamento não os resolvem e os aprofundam.

Eles incitam brigas e raiva. Fale menos, faça mais. Encontre meios reais para resolver as dificuldades.

5. Não pense que um terapeuta vai lhe dar as respostas certas. As sessões são para ajudar os parceiros a conversar e a compreender os pontos de vistas.

Porém, não dá respostas. Alguns casais ficam desapontados com a terapia.

6. Não conte sobre a crise para seus parentes e amigos. “Um dos maiores valores de um casamento é a confidencialidade. Por isso, falar a respeito de seus problemas com os outros é um grande erro.”

Fonte: Awebic

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Vida em Equilíbrio

Vida em Equilíbrio

Para viver bem, é necessário ter a saúde corporal e mental em equilíbrio. Nossa intenção é proporcionar todo o conteúdo que irá lhe ajudar a ter uma vida mais saudável.