Seu gato provavelmente está imitando sua personalidade: estudo

Segundo uma nova pesquisa da Universidade Nottingham Trent (Reino Unido), os traços de personalidade dos donos de gatos se correlacionam com os comportamentos exibidos por seus animais de estimação.

Isso sugere que, até certo ponto, seu gato pode estar absorvendo e espelhando aspectos de sua própria personalidade

“Muitos donos consideram seus animais de estimação como membros da família, formando laços sociais estreitos com eles. Portanto, é muito possível que os animais possam ser afetados pela maneira como interagimos com e cuidamos deles, e que ambos esses fatores sejam, por sua vez, influenciados por nossas diferenças de personalidade”, explicou a pesquisadora Lauren Finka ao portal The Telegraph.

O estudo

Finka e sua equipe questionaram mais de 3.000 donos de gatos para medir sua personalidade em uma escala famosa conhecida como “Big Five Inventory” (BFI), um teste que avalia os cinco principais traços de personalidade, ou seja, afabilidade, conscienciosidade, extroversão, neuroticismo e abertura a experiências.

O que os cientistas encontraram foi uma série de correlações que previam não apenas o bem-estar geral do gato, mas também sua personalidade.

Por exemplo, um maior neuroticismo do proprietário estava ligado a gatos citados como tendo um “problema comportamental”, que poderia ser evidenciado por agressividade, ansiedade ou medo, ou comportamentos relacionados ao estresse, além de condições médicas ou excesso de peso.

Os pesquisadores também descobriram que os donos de gatos com maior pontuação em extroversão tinham maior probabilidade de ter animais que desfrutavam de mais liberdade ao ar livre, enquanto os participantes que aparentavam ser mais afáveis relatavam estar mais satisfeitos com seus felinos (talvez mais agradáveis também).

Correlação não é causalidade

É claro que correlação não é igual à causalidade, de forma que mais estudos são necessários para entendermos melhor essa ligação das personalidades dos donos e seus gatos.

“Mais pesquisas são necessárias para investigar a natureza causal deste relacionamento – e para ver se, e como, as personalidades do proprietário estão influenciando diretamente o comportamento e o bem-estar de seu gato”, explicou Finka.

De fato, as descobertas são menos surpreendentes do que podemos imaginar. As pessoas que amam gatos costumam tratá-los como parte da família. Se crianças muitas vezes assumem formas comportamentais exibidas por seus pais, do mesmo modo, hipoteticamente, os gatos podem fazer isso.

Bem-estar

O que é importante de se lembrar é que essa associação não se trata apenas da personalidade dos gatos, mas também do seu bem-estar.

“A maioria dos proprietários quer oferecer o melhor cuidado para seus gatos, e esses resultados destacam uma relação importante entre nossas personalidades e o bem-estar de nossos animais de estimação”, disse Finka.

A forma como tratamos esses animais tem um impacto comprovado em sua saúde fisiológica e psicológica, de maneiras que nós sequer podemos ter consciência.

“Os gatos nem sempre acham que viver como animais de estimação é fácil, e é importante que estejamos cientes de como nosso comportamento pode estar os impactando, tanto de maneira positiva quanto negativa”, concluiu a pesquisadora.

Os resultados do estudo foram publicados em um artigo na revista científica PLOS One.[ScienceAlert]

Via Hypescience

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Vida em Equilíbrio

Vida em Equilíbrio

Para viver bem, é necessário ter a saúde corporal e mental em equilíbrio. Nossa intenção é proporcionar todo o conteúdo que irá lhe ajudar a ter uma vida mais saudável.