4 ideias que vão te fazer ver o mundo de forma diferente

      Experimente ir para um lugar afastado, deitar-se no chão e observar o céu; é possível que um sentimento de insignificância e pequenez invada o seu peito, isso porque estamos diante de um gigantesco Universo, em cujo qual contamos com a iniciativa de pessoas incríveis como o Carl Sagan para que tenhamos a oportunidade de compreender um pouco melhor e caminharmos em direção a novas horizontes.

     Por esse motivo, selecionamos 4 trechos desse grande pesquisador que podem mudar sua forma de ver o mundo:

”O QUE FAZEMOS COM O NOSSO MUNDO, AGORA, SE PROPAGARÁ ATRAVÉS DOS SÉCULOS E AFETARÁ PODEROSAMENTE O DESTINO DE NOSSOS DESCENDENTES.” 

“E em nosso pequeno planeta, neste momento, nós enfrentamos um ponto crítico de nossa história: o que fazemos com o nosso mundo, agora, se propagará através dos séculos e afetará poderosamente o destino de nossos descendentes. Está bem dentro de nosso poder destruir nossa civilização e talvez a nossa espécie também. Se nos rendermos à superstição ou à ganância ou à estupidez poderíamos mergulhar nosso mundo em um tempo de escuridão mais profundo do que o tempo entre o colapso da civilização clássica e o renascimento italiano. Mas também somos capazes de usar nossa compaixão e nossa inteligência, nossa tecnologia e nossa riqueza para fazer uma vida abundante e significativa para cada habitante deste planeta. Para aumentar enormemente nossa compreensão sobre o Universo.”

Carl Sagan no episódio ”Jornadas no Espaço e Tempo”, oitavo da série Cosmos: A Personal Voyage em 1980.

”OLHEM DE NOVO ESSE PONTO. É AQUI, É A NOSSA CASA, SOMOS NÓS.”

”Olhem de novo esse ponto. É aqui, é a nossa casa, somos nós. Nele, todos a quem ama, todos a quem conhece, qualquer um sobre quem você ouviu falar, cada ser humano que já existiu, viveram as suas vidas. O conjunto da nossa alegria e nosso sofrimento, milhares de religiões, ideologias e doutrinas econômicas confiantes, cada caçador e coletor, cada herói e covarde, cada criador e destruidor da civilização, cada rei e camponês, cada jovem casal de namorados, cada mãe e pai, criança cheia de esperança, inventor e explorador, cada professor de ética, cada político corrupto, cada “superestrela”, cada “líder supremo”, cada santo e pecador na história da nossa espécie viveu ali – em um grão de pó suspenso num raio de sol. (…) Não há, talvez, melhor demonstração da tola presunção humana do que esta imagem distante do nosso minúsculo mundo. Para mim, destaca a nossa responsabilidade de sermos mais amáveis uns com os outros, e para preservarmos e protegermos o “pálido ponto azul”, o único lar que conhecemos até hoje.”

— No livro Pálido Ponto Azul, de 1994.

‘SE VOCÊ QUISER FAZER UMA TORTA DE MAÇÃ DO NADA, VOCÊ DEVE PRIMEIRO INVENTAR O UNIVERSO.”

”Para fazer uma torta de maçã precisamos de farinha, maçãs, uma pitada disto e daquilo e do calor do forno. Os ingredientes são feitos de moléculas – por exemplo, o açúcar, ou a água. As moléculas, por sua vez, são feitas de átomos – carbono, oxigênio, hidrogênio e alguns mais. De onde vêm esses átomos? Com exceção do hidrogênio, são todos feitos nas estrelas. (…) Se você quiser fazer uma torta de maçã do nada, você deve primeiro inventar o Universo.”

— No livro Cosmos, de 1980.

 ”A CIÊNCIA É MUITO MAIS DO QUE UM CORPO DE CONHECIMENTO. É UMA MANEIRA DE PENSAR.”

”A ciência é muito mais do que um corpo de conhecimento. É uma maneira de pensar. E isso é fundamental para o nosso sucesso. A ciência nos convida a aceitar os fatos, mesmo quando eles não estão de acordo com nossas preconceitos. Ela nos aconselha a levar hipóteses alternativas em nossas cabeças e ver quais são as que melhor correspondem aos fatos. Impõe-nos um equilíbrio perfeito entre a abertura sem obstáculos a novas ideias, por mais heréticas que sejam, e o mais rigoroso escrutínio cético de tudo – estabelecendo novas idéias e sabedoria. Precisamos da ampla apreciação desse tipo de pensamento. Funciona. É uma ferramenta essencial para uma democracia em uma era de mudança. Nossa tarefa não é apenas treinar mais cientistas, mas também aprofundar a compreensão pública da ciência.”

— No artigo “Why We Need To Understand Science” publicado no The Skeptical Inquirer, em 1990.

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Vida em Equilíbrio

Vida em Equilíbrio

Para viver bem, é necessário ter a saúde corporal e mental em equilíbrio. Nossa intenção é proporcionar todo o conteúdo que irá lhe ajudar a ter uma vida mais saudável.