Compreender os limites torna a compreensão ilimitada

O cérebro é incrível… A imagem é preto e branco com listras coloridas, mas o cérebro preenche o resto.

Mas esse tipo de coisa deveria gerar algumas reflexões. Se vemos cores onde não há, então é possível que a realidade que temos como verdade não seja o que acreditamos que é.

Através dessa foto é possível entender que a nossa percepção não é perfeita, logo deveríamos ser mais humildes. Mesmo que seja óbvio que falhamos, que erramos e que não entendemos o tempo todo, a postura geral, é de certezas inabaláveis, e isso tem degradado a condição humana, numa polarização cada vez mais abjeta. Há uma radicalização em curso, e é por isso que estamos testemunhando mais do pior de cada um. A certeza tem sido tanta que parece haver uma licença para exibir de maneira descarada o que antes estava oculto pela hipocrisia.

O problema não está em mostrar ou não a feiura, mas na certeza, pois quem está convicto do erro não tem salvação. A ausência de humildade está nos distanciando de uma noção que deveria ser vivenciada diariamente; somos humanos, somos falíveis, limitados de diversas maneiras, podemos e devemos refletir sobre tudo para termos a chance de melhorar um pouco; nós mesmos e nosso entorno.

Melhor ser um aprendiz e ter o novo como perspectiva do que ter certezas e permanecer no mesmo lugar.

Como diz a sabedoria budista: “Não cabe mais chá numa xícara cheia.”

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Milton Lavor

Milton Lavor

Acredito na força das ideias como forma de mudar o mundo. Estudante de Engenharia elétrica para potencializar as contribuições ao todo. Escritor, desenhista e pintor como resultado do que transborda. Servidor público como profissão e filosofia como paixão. Alguns detalhes escapam por falta de espaço.