É no silêncio que se bebe do cale-se

E tudo mais é oração,
Se não há mais sentido na voz.

No som nos vem a lição,
Que está apenas em vós.

O vento que canta a canção,
Se encanta com o vem de nós.

Poder ser e viver em razão,
Atando e desatando nós.

Pois somos os seres irmãos,
Que ensinam-se por meio de voz.

Que fala por todos os vãos,
Em tudo que diz essa foz.

Palavras vem do coração,
Sussurros do rio veloz.

Nas águas do mar de emoção,
Estendendo os sentidos de voz.

Milton Lavor

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Milton Lavor

Milton Lavor

Acredito na força das ideias como forma de mudar o mundo. Estudante de Engenharia elétrica para potencializar as contribuições ao todo. Escritor, desenhista e pintor como resultado do que transborda. Servidor público como profissão e filosofia como paixão. Alguns detalhes escapam por falta de espaço.