Artigos Colunistas Psicologia Sem categoria

Um caso de amor possível somente nas mais altas dimensões

Euclydes Zanon Filho

 

O portal das borboletas se abre.
Com um salto, me elevo, e ficamos sentados no galho de uma linda arvore.
Nas nossas buscas, a mandala colorida de energia gira.
Umas nuvens se misturam com ramos e folhas.
O espectro reluzente da lua, brilha para banhar uma ninfa tão bela, que apenas medita.
O desenho abstrato demonstra equilíbrio, momento do Yin e o Yang.
Na mente floresce o universo.
Um caso de amor possível somente nas mais altas dimensões.
O olhar que penetra e corta como raios e relâmpagos.
A feminilidade dela se manifesta.
Encolhida e conectada consigo.
Lágrimas que pingam como gotas de chuva.


O unicórnio está preparado, em meio ao veneno da suposta realidade.
Um tempo em que balançamos e brincamos, como uma flor que brota na palma da mão.
Por trás da cortina dos planetas, um portal, para as eternas crianças.
Um mergulho profundo dentro de si.
Na vastidão do todo, há prazer, vida e morte.
Prazer e vida em Ser, e na morte o nada.
Um homem e uma mulher trocam energia, a mente se expande.
Um círculo de luz violeta para comtemplar, sentada nas pedras seculares, observando.
Da pirâmide perfeita, vem a música e energia nas ondas que o universo envia.
Máscaras que se quebram.

O que queremos?
Vozes interiores respondem: amor.
Dos espelhos vem a resposta: amor.
Estrelas cadentes compartilham a felicidade do amor!
Entrelaçados em um toque mágico.
A alma sabe.
A alma querida sempre soube.
O beija-flor vem curar a dor, para dar lugar ao amor.
A menina se liberta, abre as suas asas, e com os braços abertos, está pronta.
Relaxamento, um pouco de paz, um pouco de meditação, chakras se alinham.
Eu.
Sinto.
Você.
Semeando a energia pura do amor, soltando a chave.
No cenário ancestral, surge o presente.
Criação dos desejos ancestrais.

A mulher com suas asas azuis brilhantes, caminha para seu lindo voo.
O vento do destino a impulsiona, e no silêncio, ela vai e parte na direção do templo do amor.
Sem culpa, tão linda, sua inocência, seu sentimento e emoção com devoção.
Tenho medo em ser fraco, quando sei que sou forte.
Não quero ter orgulho por saber ser forte.
Doí olhar dentro do coração, alma querida.
Estou retornando para mim, enquanto você segue, o destino flui.
Eu acredito e confio.
Nunca me importei com que os outros pensam.
Quando te encontrei, encontrei a mim.
Mesmo que não permaneceremos eternamente aqui, estarei para sempre com você!

Autor Euclydes Zanon Filho

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Euclydes Zanon Filho

Euclydes Zanon Filho

Eu sou Euclydes Zanon Filho, e meu ser permite SER, formado no curso superior em Gestão de Serviços, participo de treinamentos de desenvolvimento pessoal e comportamentos, e escrever é uma forma de dividir a luz interior, o meu resgate é contínuo, o meu despertar é diário, e é incrível!