As 5 linguagens do amor: descubra qual é a sua

Ao longo dos anos, descobri que todos nós temos maneiras diferentes de demonstrar amor àqueles que nos rodeiam. No meu caso, por exemplo, considero-me uma pessoa que demonstra amor com contato físico, adoro abraçar, acariciar, beijar e também expressar em palavras o quanto as pessoas são importantes para mim; em comparação com minha irmã, que é mais fria, mas demonstra seu amor através de ações e ajudando os outros.

É o que acontece nos relacionamentos amorosos. Alguns casais são tão expressivos que se beijam quando saem na rua, enquanto outros nem se dão as mãos. Por haver diferentes maneiras de amar, às vezes os casais pensam que não são amados por não receberem o que esperam, e é aí que surgem os problemas, pois sentir-se amado é uma necessidade básica para se estar bem.

O importante é você conseguir identificar o verdadeiro amor que seu parceiro lhe demonstra, usar de empatia para com as demonstrações de amor para ter certeza de que seu o relacionamento está indo bem. Caso contrário, é provável que a maioria de seus relacionamentos seja conflitante ou não seja estável, gerando uma convivência destrutível para ambos, pois você acabará se dedicando a mudar o comportamento de seu parceiro, podendo até romper com ele quando ainda existe amor.

Quais são as linguagens do amor?

O Dr. Gary Chapman revela as cinco linguagens do amor que todos nós aplicamos de diferentes maneiras, não se referem apenas ao amor romântico, mas também ao que damos aos pais, filhos, amigos, familiares e pessoas próximas. Com este preâmbulo, você será capaz de identificar a maneira pela qual as pessoas demonstram seu amor e, assim, entender seu parceiro. Veja a seguir:

1. A que expressa tudo por meio de palavras

Essa linguagem é usada por pessoas que sempre dizem “eu te amo, gosto muito de você, você é a melhor coisa que já me aconteceu, nada seria igual sem você”. Às vezes, recitam poemas ou carregam um caderno para anotar frases ou palavras que lhes chamam atenção. Elas dizem toda hora o que sentem e pensam. São pessoas gratas, valorizam os esforços dos que estão à sua volta e não têm medo de se expressar exatamente como são.

Nesse tipo de linguagem, é preciso ter cuidado com a maneira como as coisas são ditas, como são expressas e em que contexto, uma vez que as palavras nunca são levadas pelo vento, mas ficam marcadas a ferro no coração.

Essa forma de expressar amor é a usada por pessoas que precisam de palavras para se sentirem apreciadas e amadas. Quando essas expressões forem escassas, elas tendem a achar que seu parceiro não as amam como pensavam; e é provável que acreditem que seu relacionamento é instável, fazendo suposições errôneas.

Os casais que se expressam dessa maneira precisam que seus esforços, sucessos, realizações, metas, virtudes sejam reconhecidos e valorizados, não esperam um simples “eu te amo”, mas esperam escutar mais e mais; pois as palavras recobram muita força para sua motivação pessoal, como se fosse um motor que as impulsionasse a conquistar seus sonhos e ideais.

2. A que tem como prioridade passar tempo com a pessoa amada

Infelizmente, vivemos uma vida muito agitada, correndo de um lado para outro para cumprir nossas obrigações. Quase não desfrutamos o presente pela necessidade que temos de conquistar nossos objetivos. Nesse tipo de linguagem, o mais importante é compartilhar um tempo de qualidade com o ser amado, tê-lo como prioridade. São pessoas que preferem escutar e estar presente em todo momento (bom ou ruim); demonstram seu amor de forma presencial.

Elas terão sempre um espaço na sua agenda para ir buscá-lo e compartilhar momentos significativos, em que a única coisa que importa é estar ao seu lado. Pode ser que não diga o tempo todo que o ama, nem saia dizendo coisas ternas; mas terá tempo para ficar com você, convidá-lo para sair e fazer planos.

3. A que dá presentes e mais presentes

Esse tipo de amor pode parecer muito materialista, mas há pessoas que se dedicam a dar a seu parceiro tudo o que querem para vê-lo feliz. No entanto, é uma linguagem que também expressa amor verdadeiro, uma vez que a pessoa que presenteia passa seu tempo pensando em você e em lhe agradar. Ela até compartilha seus ganhos com você. Como dizia meu pai: “Se você não tem com quem compartilhar, não vale a pena tanto esforço”.

Os presentes são uma demonstração de amor, uma maneira de saber que o seu parceiro o conhece perfeitamente e buscará sempre surpreendê-lo. Tenha em mente que não me refiro apenas a dinheiro quando falo de presentes, pois eles podem ser feitos manualmente, sem que se requeira investimento financeiro. Talvez ele lhe dê um casaco, um relógio ou apenas um álbum com fotos de suas aventuras a dois, entre outras coisas.

Para a pessoa que manifesta esse tipo de linguagem, o mais importante é surpreender o ser amado, é a sua maneira de fazer com que ele saiba que é especial.

4. A que ajuda altruisticamente

Esse tipo de linguagem refere-se a estar sempre disponível para o seu parceiro, facilitando ou diminuindo o seu fardo de responsabilidades, contanto que você esteja bem. Trata-se de fazer coisas pelo outro, pode ser que a ajude a cozinhar, a limpar, a regar as plantas; é uma maneira de dizer que você é especial e que ele a ama.

Muitas vezes esse tipo de amor pode ser confundido com o conceito de sacrifício, pois, às vezes, o casal deixa de fazer as coisas que gosta para satisfazer o outro, sacrificando seus sonhos e ideais. No entanto, é uma linguagem de amor verdadeiro, pois demonstra um compromisso puro e real , pois quando você ama, tudo o que deseja é o bem-estar do cônjuge.

Você não precisa necessariamente sacrificar os próprios sonhos, mas manter o equilíbrio para que ambos se sintam realizados e completos, lutando sempre juntos pelo mesmo objetivo.

5. A que prioriza a intimidade física

É uma linguagem que implica relações íntimas em que os dois criam um vínculo espiritual. Sabemos que, em todos os relacionamentos, esse tipo de amor está implícito e é necessário para nos sentirmos amados, desejados e queridos. É, inclusive, a maneira natural de reproduzirmos.

No entanto, ela sempre irá procurar qualquer contato físico com o parceiro, dando as mãos, acariciando, abraçando, beijando ou simplesmente tocando a perna ou ombro quando estão sentados. Trata-se de demonstrar amor tocando a pessoa amada, fazendo-a se sentir especial de maneira terna e carinhosa.

Você, sem dúvida, irá se identificar com esses tipos de linguagem. Porém, é importante entender como o seu parceiro expressa seu amor por você e, assim, evitar pensamentos errôneos ou suposições irrelevantes; já que esse tipo de coisa pode gerar sérios conflitos; inclusive uma separação.  Viva o amor intensamente e nunca deixe de demonstrar o que você sente!

Fonte: Familia

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Vida em Equilíbrio

Vida em Equilíbrio

Para viver bem, é necessário ter a saúde corporal e mental em equilíbrio. Nossa intenção é proporcionar todo o conteúdo que irá lhe ajudar a ter uma vida mais saudável.