Cientistas vão estudar vacina da tuberculose para combater Covid-19

Cientistas de quatro países vão começar a testar uma vacina centenária contra a tuberculose, a BCG, como medicamento contra o novo coronavírus. Os especialistas acreditam que o imunizante pode acelerar o sistema imunológico humano para combater o organismo causador da Covid-19.

Os estudos serão realizados em médicos e enfermeiros, que correm maior risco de serem infectados pela doença respiratória, e em idosos, que são mais suscetíveis a desenvolver sintomas graves. No total, mil voluntários serão testados, dos quais uma parte receberá a vacina e a outra, apenas um placebo.

Quando um vírus ou uma bactéria entra no corpo, os glóbulos brancos do sistema imunológico o atacam. Mas, se falharem, essas células convocam o sistema imunológico “adaptativo”: as células T e B, produtoras de anticorpos específicos. Depois que o invasor é eliminado, uma pequena porção dessas células permanece no corpo, criando uma espécie de “memória”.

O sistema imunológico composto pelos glóbulos brancos não tem essa memória naturalmente, mas uma pesquisa da Universidade Radboud, na Holanda, mostrou que a BCG estimula essas células a permanecerem vivas na pele humana por vários meses, desencadendo também uma resposta das células B e T.

Em um estudo publicado em 2018, os mesmos cientistas holandeses mostraram que a vacinação com BCG protege contra outras infecções virais, como a febre amarela. Daí porque os especialistas querem testar o medicamente contra o novo coronavírus. “Há muito entusiasmo entre os participantes”, afirmou Marc Bonten, um dos pesquisadores, à Science.

 

Fonte: Revista Galileu

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Vida em Equilíbrio

Vida em Equilíbrio

Para viver bem, é necessário ter a saúde corporal e mental em equilíbrio. Nossa intenção é proporcionar todo o conteúdo que irá lhe ajudar a ter uma vida mais saudável.