Segundo um teste psicológico antigo, escolher o mais assustador desses 8 retratos pode revelar seus traços de personalidade ocultos

Em 1943, o psiquiatra húngaro Léopold Szondi inventou um teste de personalidade destinado a revelar os pensamentos e desejos inconscientes das pessoas.

A ideia do chamado “Teste de Szondi” é determinar o perfil pulsional de uma pessoa a partir de oito grandes necessidades pulsionais – e uma versão modernizada dessa avaliação tem se tornado viral na internet.

Como funciona

O teste envolve mostrar uma série de fotos de pessoas que sofrem de diversas doenças mentais – 6 imagens de cada um dos principais 8 grupos -, totalizando 48 rostos.

O paciente, então, escolhe as duas imagens com que mais simpatiza, e as duas com que mais antipatiza.

O processo de interpretação do teste é muito complexo – na época, Szondi considerava não somente o número e escolhas por grupo, mas a relação entre eles, a presença de perfis sindromáticos, índices sociais e sexuais, análise do perfil de frente e do perfil complementar etc.

Tal complexidade, por sua vez, tem frustrado diversas tentativas de validação empírica. Isso significa que a avaliação em si não tem sólidas bases científicas. Apesar disso, e de não ser comumente utilizado hoje, o teste ainda é interessante – e seus resultados podem incomodar as pessoas.

Faça uma versão simplificada

Recentemente, um usuário do Facebook chamado “Junji Noe” postou uma versão simplificada do Teste de Szondi online.

Milhares de pessoas ficaram embasbacadas por seus próprios traços de personalidade ocultos, considerando-os bastante corretos ou intrigantes.

Ficou interessado? Você pode fazê-lo também. É só prestar atenção nas oito imagens abaixo, e escolher a mais repulsiva para você. Em seguida, descubra qual seria seu “perfil pulsional”.

Não é recomendável levar o teste ao pé da letra, no entanto; é importante lembrar que ele não é provado cientificamente.

As imagens

Observe bem os rostos abaixo e pense: com qual dessas pessoas você não gostaria de entrar em um elevador? Qual te assusta mais? Qual você considera mais antipática?

Em seguida, guarde o número de sua escolha.

Resultados

Antes de conferir o resultado a partir do número do rosto escolhido, dê uma olhada na legenda que exemplifica o formato das explicações:

Número – Nome da Condição

Informações Gerais

Repressão: o que você esconde.

Negação: ações, personalidade e hábitos que você faz ou possui para “contrabalancear” o que você reprime/esconde.

Sublimação: o que você mostra, mesmo que sutilmente, na sua vida em relação à repressão.

Número 1 – O Sadista

Você foi provavelmente dominado por muitas figuras autoritárias, como pais e professores. Então, reprime o desejo de dominar os outros, como foi dominado nos seus anos formativos. Você é passivo e amigável, e adora agradar as pessoas. Dito isso, reage defensivamente de forma passiva-agressiva quando sente que alguém está tentando te dominar. Essa é sua maneira de castigá-lo indiretamente. No fundo, você ama ver o sofrimento de outras pessoas, físico ou emocional, apesar de conscientemente fazer o seu melhor para ignorar esses pensamentos quando eles aparecem.

Repressão: o desejo de dominar os outros.

Negação: desenvolvimento de uma personalidade pacífica e inofensiva. Sempre ajudar os outros.

Sublimação: criação de barreiras quando você não quer fazer algo (por exemplo, trabalhar até tarde). Na defensiva, age passiva-agressivamente.

Número 2 – O Epiléptico

Você reage a tudo de forma intensa, bem ou mal. Uma vez que aprendeu desde criança que fazer certas coisas não é certo, se recusa a deixar emoções negativas como raiva, impulsividade ou irritabilidade se manifestarem. Sendo assim, você provavelmente usa uma máscara emocional muito pesada e é bom em esconder seus sentimentos negativos dos outros sempre que eles surgem. Você compensa isso agindo de forma mansa e agradável. E as pessoas provavelmente te veem como pacífico e confiável. Apesar disso, sob pressão, você pode explodir por conta desses sentimentos negativos e a maioria das pessoas fica surpresa, uma vez que você nunca pareceu ser negativo.

Repressão: sentimentos de raiva, irritabilidade e agressão.

Negação: tornar-se uma pessoa mansa e amigável, e passar a impressão de responsabilidade.

Sublimação: explosões raras quando estressado ou provocado.

Número 3 – O Catatônico

Você é provavelmente uma pessoa inteligente com uma mente superativa. Isso não é ruim, certo? Bom, há uma compensação. Na tentativa de se manter na realidade e lutar contra seu cérebro superativo, você provavelmente se tornou obediente, inibido e fortemente orientado por regras. Você não tem consciência de suas necessidades físicas e emocionais, bem como a dos outros, e frequentemente se sente desconectado e perdido.

Repressão: hiperatividade mental/imaginação superativa.

Negação: adotar comportamentos “estereotipados”.

Sublimação: agir frequentemente na defensiva e gostar de seguir um conjunto de regras determinadas.

Número 4 – O Esquizofrênico

Se você escolheu esta mulher, está provavelmente reprimindo apatia por outros. Provavelmente tem dificuldade em se conectar com os outros. Se relacionar é um desafio para você. Talvez até se relacionar consigo mesmo. Seus relacionamentos são provavelmente superficiais. Para compensar isso, você é sociável. Adora passar tempo com os amigos e a família. De certa forma, este é o seu jeito de mascarar sua solidão e isolamento.

Repressão: sentimentos de apatia para com os outros.

Negação: ser uma pessoa muito sociável, com um círculo de amizades grande.

Sublimação: não conversar sobre sentimentos de isolamento, ou sua falta de verdadeira afeição pelos outros.

Número 5 – O Histérico

Você está provavelmente reprimindo tendências de querer chamar a atenção. Você ouviu desde pequeno que não deveria se exibir, de adultos ou de semelhantes. Sendo assim, você é provavelmente uma pessoa modesta e sincera. No fundo, você ama ser o centro das atenções e encantar os outros. Embora você raramente seja o centro das atenções, quando é, fica extasiado. Você é provavelmente alguém que presta atenção em detalhes. Como evidência de seus esforços, você cuida de sua aparência. Isso pode ser seu eu inconsciente se exibindo, enquanto seu eu consciente continua a agir modestamente.

Repressão: desejo por atenção e admiração.

Negação: agir modestamente/se manter longe dos holofotes.

Sublimação: escolher trabalhos e hobbies raros ou extravagantes. Normalmente, tenta se manter elegante e bem vestido.

Número 6 – O Depressivo

Na superfície, você é feliz e animado, como se não tivesse uma preocupação no mundo. Bom, isso é o que você mostra aos outros, pelo menos. No fundo, você está provavelmente lidando com sentimentos de inutilidade, desgosto por si mesmo, e culpa. Você provavelmente se distrai desses sentimentos focando no trabalho ou em outras pessoas. Baixa autoestima também está associada com essa escolha. Escolher essa imagem não significa que você está depressivo, mas que você tem uma predisposição a emoções negativas.

Repressão: sentimentos de desvalorização/inutilidade e inadequação.

Negação: desenvolvimento de um exterior feliz e animado. Focar no trabalho e nos amigos.

Sublimação: assumir o papel de “psicólogo” dos outros, procurando por soluções para os problemas alheios.

Número 7 – O Maníaco

Você é provavelmente muito lógico, maduro e equilibrado. Você não gosta de caos ou exibições excessivas de emoções. Você fica provavelmente irritado quando as pessoas falam alto, ou possuem crenças radicais. Por dentro, você está reprimindo tendências hiperativas que o fariam perder o controle. No fundo, você é provavelmente impulsivo e tem dificuldade em lidar com extremos de energia. Provavelmente, seus pais ou professores tentaram fazer você “se acalmar” quando era criança.

Repressão: impulsividade e níveis altos de energia.

Negação: ser lógico, razoável e equilibrado, e desenvolver um ódio por excessos.

Sublimação: evitar lugares ligados a tentações, como cassinos.

Número 8 – Transtorno Dissociativo de Identidade

Quando criança, você provavelmente sofreu bullying, foi difamado ou traumatizado por um pai, professor ou parente. Esse trauma faz você se questionar inconscientemente como parceiro sexual. Agora, você provavelmente é intenso sobre seu gênero, agindo muito masculina (se for homem) ou muito femininamente (se for mulher). Você provavelmente critica outros de seu gênero por não agirem igual.

Repressão: sentimentos de não ser um parceiro desejável.

Negação: colocar ênfase no seu gênero, agindo como um “macho” ou com muita feminilidade.

Sublimação: sacrificar individualidade e interesses reais para estar em conformidade com estereótipos masculinos/femininos. [BoredPanda]

 

Via Hypescience 

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Vida em Equilíbrio

Vida em Equilíbrio

Para viver bem, é necessário ter a saúde corporal e mental em equilíbrio. Nossa intenção é proporcionar todo o conteúdo que irá lhe ajudar a ter uma vida mais saudável.